Unesp vence Prêmio Alcoa
29/12/2013

Cobertura retrátil multifuncional foi desenvolvida na Unesp de Presidente Prudente

Alunos da Unesp na final do Prêmio Alcoa de Inovação em AlumínioO projeto Cobertura Retrátil Multifuncional, desenvolvido por Alex Daniel Ribeiro Pataro, Luiz Gustavo Chagas e Pedro Benatti, alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, da Unesp, Câmpus de Presidente Prudente, SP, sob a orientação do professor Evandro Fiorin, foi o vencedor do 11º Prêmio Alcoa de Inovação em Alumínio na modalidade estudante.

A Unesp também chegou na final dessa mesma modalidade com outro projeto, a Lona Diligente, que tem como autor responsável Naiane Quirino De Biazi. Integra a equipe Jessica Fateiga Câmara, sob orientação de Paula da Cruz Landim, professora do curso de Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp de Bauru.

A solução retrátil de cobertura em estrutura de alumínio é aplicável em diversas modalidades, como no setor de transportes, na construção civil ou qualquer situação que necessite da proteção de algum elemento à ação do tempo aliado à praticidade e rapidez de montagem e manejo. ‘Além do produto simplificar a tarefa e otimizar o tempo de seus usuários, traz lucro, aumenta a produtividade, reduz os possíveis riscos físicos para o trabalhador e os prejuízos causados por intempéries e perdas de mercadorias, tais como grãos, por exemplo’, ressalta Pataro.

Em onze edições, premiação somou 2.262 projetos participantes e 232 entidades de ensino. Somente neste ano, mais de 780 pessoas participaram do concurso nas modalidades Profissional e Estudante.

O resultado da premiação foi divulgado na noite de 22 de outubro, durante evento na capital paulista. O objetivo do concurso é estimular a utilização do alumínio – um material infinitamente reciclável – para criar soluções inovadoras e sustentáveis.

Na 1ª etapa do 11º Prêmio Alcoa, todos os projetos recebidos foram avaliados por um Comitê, formado por profissionais da Alcoa, que selecionou os dez finalistas que participaram da próxima fase. A 2ª etapa compreendeu o desenvolvimento tridimensional, para o qual cada grupo finalista recebeu uma ajuda de custos de R$ 3 mil, e apresentação presencial de todos os projetos finalistas para a Comissão de Premiação. Esta Comissão escolheu o projeto vencedor de cada categoria. Após a apresentação, os 10 projetos finalistas foram expostos para o público em geral, uma oportunidade única para conhecer, debater e ampliar o contato com os autores dos projetos.

‘Finalizamos com muito entusiasmo a décima primeira edição do Prêmio Alcoa de Inovação em Alumínio, uma jornada cheia de desafios e conquistas, com projetos inovadores e que demonstram como toda a sociedade evoluiu no firme propósito de construir um mundo mais sustentável’, afirma Franklin L. Feder, presidente da Alcoa América Latina & Caribe.

Incentivo à inovação e sustentabilidade – Os integrantes das equipes finalistas foram contemplados com um diploma e um smartphone. A equipe vencedora na categoria estudante recebeu prêmio em dinheiro no valor líquido de R$ 15 mil, troféu e diploma. O professor-orientador recebe R$ 5 mil, troféu e diploma. São doados R$ 8 mil em equipamentos didáticos para a instituição de ensino a que pertence a equipe premiada.

Aquilino Paolucci, vice-presidente de Desenvolvimento Corporativo e Assuntos Institucionais da Alcoa América Latina e Caribe, foi um dos jurados do Comitê avaliador dos projetos e comemorou a qualidade dos projetos desenvolvidos. ‘É maravilhoso saber que estamos estimulando o espírito inovador, característica que faz parte da alma da nossa companhia e uma das principais alavancas do nosso País, em prol da sociedade e do meio ambiente’, finaliza.

‘Participar do 11º Prêmio Alcoa de Inovação em Alumínio foi uma oportunidade única de colocarmos em prática o que aprenderemos em sala de aula e ainda sermos reconhecidos por isso. Demoramos um ano para desenvolver a solução’, comemora o estudante Pataro, vencedor da modalidade Estudante.

O 11º Prêmio Alcoa de Inovação em Alumínio conta com o apoio institucional das principais entidades do setor, como Instituto de Engenharia (IE), Instituto Ethos, Associação de Ensino/Pesquisa de Nível Superior em Design no Brasil (AEnD-BR), Associação dos Designers de Produto (ADP), Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM), Associação Brasileira das Empresas de Design (ABEDESIGN) e apoio técnico da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL).| AlcoaUnesp

IAU-USP em simpósio na FAU
29/12/2013

IAU-USP, professor Renato AnelliPesquisador do IAU-USP, professor Renato Anelli, presidente da Comissão de Pós-Graduação (CPG) do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da USP São Carlos, foi um dos expositores da mesa redonda “Os desafios contemporâneos” do Simpósio “Mestrado: Natureza e Formatos”, realizado no dia 19/11 na sede do programa de pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP São Paulo.

Anelli falou sobre o tema “Mestrado em Arquitetura, Urbanismo e Design: perspectivas a partir da Fapesp”. O evento contou com a presença de pesquisadores e professores das principais instituições de ensino do país nas áreas de Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, História e Ciências Sociais.

O objetivo do simpósio foi promover uma reflexão sobre questões acadêmicas e institucionais vitais para o programa, a universidade e área de “Arquitetura, Urbanismo e Design”. No que se refere aos temas relacionados à pós-graduação, o evento propôs um troca de experiências e ideias sobre a natureza e os formatos do Mestrado na contemporaneidade nos contextos nacional e internacional, com o intuito de iluminar reflexões internas, em estudo, em função da adequação das normas específicas dos Programas de Pós-Graduação da USP ao novo regimento de pós-graduação da própria Universidade.| IAU-USP

AU moderno brasileiro
13/12/2013

Publicação aborda a preservação e a gestão do patrimônio arquitetônico do Brasil, a partir de análises de projetos realizados em Salvador

A Editora da Universidade Federal de São Carlos (EdUFSCar) lança livro da arquiteta e urbanista Ana Lúcia Cerávolo, “Interpretações do patrimônio: arquitetura e urbanismo moderno na constituição de uma cultura de intervenção no Brasil, 1930-1960”. O livro trata a questão das políticas públicas de preservação e gestão do patrimônio cultural, dialogando com narrativas existentes sobre o patrimônio no Brasil, inserindo-se no questionamento da construção e reconstrução da cultura arquitetônica no País após o movimento moderno.

No livro, foram analisados dois projetos realizados em Salvador, na Bahia: a restauração e conversão do Convento de Santa Teresa no Museu de Arte Sacra da Bahia e a restauração e adequação do Solar do Unhão para abrigar o Museu de Arte Moderna da Bahia; para isso a autora ainda faz uma ampla revisão historiográfica sobre a política de preservação no País e a prática de intervenções realizadas por vários agentes desde a criação do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), há 70 anos.

Ana Lúcia é arquiteta, possuindo doutorado na área de Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo Moderno pela USP, com ênfase em intervenções e restauração sobre o patrimônio cultural. Também coordenou ações patrimoniais em São Carlos por mais de dez anos, atuando desde 1994 como pesquisadora do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP), com projetos sobre arquitetura e urbanismo moderno. O livro foi lançado em novembro e já se encontra disponível para venda na Livraria da EdUFSCar, localizada na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar, próximo à Biblioteca Comunitária (BCo), (16)3351-9622.

Ficha: Interpretações do patrimônio – Arquitetura e urbanismo moderno na constituição de uma cultura de intervenção no Brasil/ Cód.7486/ 2013/ Autora: Ana Lúcia Cerávolo/ Primeira Edição/ ISBN: 978-85-7600-330-4/ 228 Páginas/ R$ 48,00| EditoraUFSCar

Aluna do IAU-USP vence Concurso
12/12/2013

Cinthia Tragante, aluna da pós no IAU-USP (fotoIvanMarin)

Cinthia Tragante, ex-aluna do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo do IAU-USP foi a grande vencedora do 7º Concurso Anual de Monografias 2013 promovido pela Fundação Pró-Memória, da Prefeitura de São Carlos.

A edição do concurso teve como tema “São Carlos em pedaços: uma história das ruas, bairros e regiões do município”. O concurso teve por objetivo estimular o conhecimento e explorar os aspectos históricos da cidade, a partir de uma visão microrregional. Diferente das edições anteriores, este ano foram selecionados cinco trabalhos inéditos.

A monografia de Cinthia, classificada em primeiro lugar, teve como tema “Residenciais fechados e a história recente da cidade de São Carlos”. O trabalho foi premiado com R$ 1,2 mil e ganhará sua publicação, sendo que 10% do valor arrecadado com as obras editadas serão doadas à vencedora do concurso.

Segundo a ex-aluna do IAU-USP, a monografia foi resultado da pesquisa de Iniciação Científica (Programa Ensinar com Pesquisa) que ela realizou em 2008 sob orientação do professor Manoel Rodrigues Alves, docente do Instituto. “Mapeamos e investigamos a expansão dos condomínios fechados em São Carlos, além da análise do perfil socioeconômico e das características desses espaços. A pesquisa ainda está vinculada com o grupo de estudos LEAUC [Laboratório de Estudos do Ambiente Urbano Contemporâneo], liderado pelo professor Manoel, no qual ele tem dado continuidade ao tema incluindo outras cidades da região como Araraquara e Ribeirã

A entrega dos prêmios e certificados ocorreu em outubro, no auditório “Octávio Damiano”, na Fundação Pró-Memória de São Carlos, localizado na Estação Cultura. O julgamento das monografias do concurso foi efetuado pela comissão composta por Maria Cristina Girão Pirolla, Elisângela de Almeida Chiquito e Jonas Modesto de Abreu.| IAU-USP

Cidades baianas são temas de debate
03/11/2012

Com o propósito de ampliar as discussões sobre urbanismo e planejamento urbano na Bahia, e tendo como foco a Produção das cidades e a captura dos públicos, acontece, de 07 a 09 de novembro próximo, o Seminário Urbanismo na Bahia – urbBA[12], na Faculdade de Arquitetura da UFBA (FA/UFBA). Em sua segunda edição, o evento é realizado pelo Grupo de Pesquisa Lugar Comum (do PPGAU/FAUFBa), pelo curso de Urbanismo da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e pelo curso de Direito da Universidade Federal de Feira de Santana (UEFS). Reunirá pesquisadores, docentes, gestores públicos e profissionais técnicos das áreas de urbanismo e planejamento urbano, para discutir as formas de produção das cidades, considerando o crescimento das cidades baianas e os investimentos recentemente realizados no estado, tendo em vista a acelerada expansão do segmento imobiliário, novas fontes de recursos públicos como o PAC e a realização de grandes eventos como a Copa das Confederações (2013) e a Copa do Mundo-FIFA (2014). / Serviço: Seminário Urbanismo na Bahia (urbBA12) / de 07 a 09 de novembro de 2012 / Faculdade de Arquitetura da UFBA (FAU-UFBA)│Federação / Inscrições gratuitas, através do endereço:  www.urbanismonabahia12  |  www.lugarcomum.ufba.br