Archive for the ‘Patrimônio&História’ Category

Nota de repúdio – Ocupação Lanceiros Negros
16/06/2017

A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) vem a público manifestar repúdio pela condução da Brigada Militar e do governador do Estado do Rio Grande do Sul no caso da reintegração de posse da Ocupação Lanceiros Negros, no Centro Histórico de Porto Alegre. A federação entende que, antes de mais nada, os entes públicos precisam respeitar os direitos dos cidadãos e a sua moradia, seja ela onde for.

A FNA entende o direito à moradia como base da dignidade humana, direito esse garantido pelo Art. 6º da Constituição Federal. Cabe ao poder público dar condições mínimas de existência a essas famílias. Além disso, conclama por respeito às famílias no local residentes, compostas por crianças, adultos e idosos, que foram despejados com violência em plena noite desta quarta-feira (14/6).

Diretoria Executiva

Serviço:
FNA – Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas
(51) 3024-0626
http://www.fna.org.br

 

topo

Anúncios

Sobre o vão livre do Masp
30/12/2013

Manifestação do Instituto Lina Bo e P. M. Bardi sobre o vão livre do Masp

Vão livre do MaspNeste momento no qual comemoramos (5/12) o 99o aniversário de Lina Bo Bardi, as notícias recentes do agravamento das condições de segurança no vão livre do Masp são preocupantes. O debate que se instalou nos meios de comunicação revela a preocupação da sociedade paulista com os destinos de seu principal museu, edifício escolhido inúmeras vezes como um ícone da cidade de São Paulo.

Concebido para ser aberto para o uso público, o espaço do vão livre é extensão das ruas e praças da cidade. O vão livre complementa a transparência do edifício no objetivo de aproximar a arte da vida cotidiana. Ambos configuram o caráter do Masp como museu dedicado à formação de público e de artistas desde sua fundação. As transformações da cidade e da sociedade podem exigir adaptações na arquitetura e no funcionamento do museu, mas nunca contraditórias com sua concepção e projeto arquitetônico original.

O Instituto Bardi considera que o enfrentamento da violência urbana paulistana no vão livre exige políticas públicas integradas, envolvendo além dos organismos de segurança, o planejamento de ações sociais e de saúde pública. Somente através de planejamento e gestão adequada do poder público, estadual e municipal, poderá ser revertida a degradação do espaço do vão livre. Além disto, propomos uma ação conjunta com instituições não governamentais, universidades e o próprio museu, para torná-lo, no ano do centenário de Lina Bo Bardi, uma nova referência de espaço público na consciência coletiva paulista: livre, seguro e inclusivo.

O Masp e seu vão livre não deveriam ser cercados, mas sim abraçados pela sociedade paulista. Um abraço que defenda a liberdade política que ele representa, que o proteja da violência urbana a que está sujeito, que ampare aqueles que ali estão e necessitem de ajuda. Um abraço que represente o afeto desta sociedade pelo museu que ela reconhece como seu principal ícone.

Renato Luis Sobral Anelli, diretor do Instituto Lina Bo e P. M. Bardi e pesquisador do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da USP São Carlos| InstitutoBardi